Funkbuia: funkbuiapei@gmail.com - Matéria Exclusiva lançando o seu trabalho Solo. Vídeos: Respeito Máximo - Hipnose - O Brasil é Grande -

Descendente africano, forte representante do Rap e 
Ragga no Brasil, Funk Buia já foi partideiro no grupo 
de samba Vício Nacional, hoje dentro da Cultura 
Hip-Hop, ele é um dos MCs do grupo Z\'África 
Brasil.
Além de mostrar toda a sua versatilidade e 
originalidade em seu grupo Z’África Brasil, o 
trabalho do MC também pode ser conferido em 
alguns trabalhos da Família 7 Velas, que é uma 
união de artistas em torno do ragga e ritmos 
jamaicanos. F.B é também, ao lado de Kamau, MC 
do Instituto (coletivo de produtores musicais e 
banda).
Entre as aparicções que fez em trabalhos de outros 
artistas, temos: 1º CD do rapper Rappin Hood, 
Conexão Carandiru, SP Funk, Assassin (França), 
Alvos da Lei, RZO, Natiruts, Bid, Clã Nordestino, 
Núcleo, SNJ, entre outros. Se não bastasse o seu 
envolvimento com a música, Funk Buia tem um forte envolvimento cultural com a região em que mora, 
Taboão da Serra. Lá ele é Diretor Cultural do time de futebol de várzea A.A.P.P (Associação Amigos 
da Ponte Preta) e A.F.I.R.M.A. (Associação Favela Igualdade Respeito ao Menor e ao Adolescente) 
do Jardim Leme, também é MC oficineiro juntamente com SABS (Sociedade Amigos Bairro), onde 
realiza seus trabalhos sociais e comunitários. A todo esse histórico ainda se somam as muitas 
viagens e turnês que o MC fez pela Europa com o Z\'África Brasil e também com o Instituto, com o 
qual também participou do Fórum Social Mundial na Índia, em 2004
É um dos pioneiros no ragga-rap em São Paulo. Faz parte de grupos de peso na cena nacional como 
o hiphop Záfrica Brasil e o coletivo Instituto. Foi através da Família 7 Velas que Funk Buia se 
desenvolveu ainda mais como um cantor de ragga, gravando vários sons solo na pegada dancehall. 
Funk Buia também canta no coletivo Echo Sound System. Com o Z\'África Brasil é composto por: MC 
Gaspar, MC Funk Buia, MC Pitchô e DJ Tano, são conhecidos por trabalhar os elementos da cultura 
Hip Hop. Em 1997, passou a fazer parte da Posse Conceitos de Rua (Organização de grupos de HipHop que trabalha seus elementos como fundamento Cultural, Social, Político e Educacional junto às 
comunidades). O primeiro álbum, “Antigamente Quilombos, Hoje Periferia”, lançado em 2003 teve 
a música \"Mano Chega Aí\", inserida na abertura da minissérie Turma do Gueto TV Record ano 
2002 à 2004, em 2006 lançaram o 2º CD \"Tem cor Age\", que teve a música \"Tá na responsa\"
inserida no filme \"Antônia\" - Globo Filmes, além da participação da cantora CéU na música 
\"Quilombo Invencível\". Seu 3º CD lançado na França \"Verdade e Traumatismo\", conta com músicas 
como \"Reparação\" e \"Z\'africanos\" gravadas para TV Trama. Já fizeram shows com vários intérpretes 
e grupos do hip hop até Zeca Baleiro.
Concilia seu trabalho do Z’África Brasil, com sua carreira solo, lança seu primeiro CD “Verdadeiro 
tem que ser” onde apresenta suas rimas, produzido por MC Pitcho também do Z’África Brasil.

E-mail: funkbuiapei@gmail.com

Origem: São Paulo - sp (Brasil)

Residência: São Paulo - sp (Brasil)